1ª Dia » Férias autocaravana

LEVANTAMENTO DA AUTOCARAVANA: Após sair do trabalho, fui buscar a autocaravana. Na Campervan, aguardavam por mim para assinar contrato, fazer uma inspeção da caravana, para registar os riscos e eventuais batidas na viatura e deram-me uma explicação sumária de como funcionam as coisas.

Ao pegar no “bicho”, (nunca tinha conduzido um veículo tão grande), a primeira impressão foi: Onde está o espelho retrovisor ?! R: Não existe, é compensado por espelhos laterais maiores! A princípio causa uma certa sensação de cegueira por não ver o que está na retaguarda. De resto, a condução não é muito diferente dos ligeiros, tive só de fazer as curvas mais largas para a roda de traz não bater nos passeios, é preciso espaço mais largos para o estacionamento e mais espaço para fazer manobras simples. Mas nada disso foi grande problema.

ARRUMAÇÃO DAS MALAS: Cheguei a casa e nova tarefa: arrumar os tarecos no espaço disponível. Creio que já disse que levei 4 mulheres comigo, certo? Como podem imaginar também levei as malas correspondentes!!! A caravana até tem vários locais de arrumação: compartimentos na bancada da cozinha, dispensa, frigorífico, armários superiores em toda a caravana inclusive nas camas, acabou por dar para arrumar as loiças e a comida. Deixo só uma observação: quando forem vocês, pensem em levar loiça de plástico, é que a loiça para além de ser mais pesada, ainda faz algum barulho nas curvas! Mas eram malas a mais, na minha opinião claro, para além do porta-bagagens, por debaixo da cama, algumas tiveram mesmo que ficar por cima das camas, e outros espaços disponíveis. 
Mas pronto, depois de umas quantas viagens, subidas e descidas do 1ª andar até à caravana estava tudo pronto para a partida. A 3 minutos depois da partida, recebi um telefonema do vizinho de baixo: “Tou Byron, saíste agora numa auto caravana? Olha que o respirador de cima esta aberto, é capaz de não ser muito bom para a viagem!”  Claro que as crianças gostam de ver e experimentar tudo, também abriram o respirador mas não voltaram a fechar! Ainda bem que tenho bons vizinhos.

Lagoa de Albufeira:
Este foi o primeiro destino. Uma vez que já saímos tarde, e os check-ins dos parques de campismo já tinham fechado, decidimos logo na primeira noite, ir à aventura, e ficar estacionados ao lado Lagoa de Albufeira.

Chegamos a tempo de ver um estrondoso por do sol, e as miúdas ficaram maravilhadas e saíram logo para  explorar os arredores, e claro, tirar muitas fotografias que é uma atividade por elas apreciada. Para jantar, uma sopa que tínhamos trazido, umas sandes e está feito!

Confesso que a logística dentro da caravana não é fácil, é preciso flexibilidade. Tem quase tudo, mas em muito menos espaço: Para comer, as malas têm de ir para cima das camas, para ter espaço na mesa e nos bancos. As cadeiras da frente, do condutor e do pendura, viram-se para trás para ficar na direção da mesa, mas não tem nenhum botão para isso. É preciso algum jeito e alguma força para conseguir rodá-las, mas nada demais. Foi um jantar agradável à beira da lagoa, com um por do sol soberbo.

1ª Noite:
Para dormir, é preciso fazer tudo ao contrário, tirar as malas de cima das camas e passá-las para cima da mesa. Vestir os pijamas não é assim tão fácil, terá de ser à vez, e para um circular na caravana, é melhor os outros ficarem sentados e esperarem a vez.

Ainda levamos o PC e deu para ver um filmezinho. Durante o filme, um carro parou ao lado da caravana com um carro patrulha atrás! Depois de estarem lá algum tempo, com os motores ligados, e numa grande conversa, achei que era melhor ir investigar. Sai da caravana, e vi um jovem dentro do carro, e o polícia tomava notas dos documentos do condutor. Perguntei ao Agente se havia algum problema em estar ali estacionado na caravana, não fosse um local ilegal para pernoitar, já que em Portugal existe algumas leis restritivas nesse assunto. Felizmente não estava na ilegalidade, ou o polícia não se quis incomodar. Pelo que percebi, os polícias devem ter vindo atrás do tal jovem, talvez por excesso de velocidade ou uma manobra perigosa e estavam a servir-lhe um “chá”, logo ao lado da caravana! Mas pronto, a estrada é pública e de todos, não me posso queixar. 

Voltei para dentro, e continuamos a ver o filme! Mas fiquei algo perturbado, não me senti seguro, pensei, ora eu aqui com 1 criança, 2 adolescentes e a mulher dentro da caravana a passar a noite na beira da estrada, isto é um bocado loucura! Os carros durante a noite, e as vozes de gente que visivelmente andava na “noite” também não me deixaram muito à vontade. Talvez se fosse sou eu e a mulher, não me sentiria tão desconfortável. 

1 comentário

    • Gina Santos on 14 de Março, 2021 at 14:45
    • Responder

    Ohhh eu aqui tão intusiasmada a ler a aventura, eis que me “cortas” o barato 😭😭 ficaste por aqui… 😢 É o leitor pensa: será que foram assaltados?? Correu bem a noite??!! Mudaram-se para onde??!!
    Cenas dos próximos episódios: sejam criativos e imaginem… 🙄😄😄
    Imagino a aventura 😆😆😆 mas eu gosto da ideia.
    Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.