Estilo de Vida Saudável


Os distúrbios mentais como a depressão, ansiedade e stress são resultantes de um estilo de vida desequilibrado. O nosso estilo de vida pode ser protetor ou potenciador de muitas doenças mentais e físicas. Tome nota destes conselhos para um estilo de vida saudável


1) Dormir bem

É necessário dar um bom descanso ao corpo e à mente. Dormir é muito importante para prevenir a depressão, a ansiedade e o stress:

  • Manter um horário regular para dormir e acordar;
  • Deitar cedo para dormir, antes das 22h00;
  • Dormir cerca de 7 a 8 horas por noite;

Se tiver dificuldade em adormecer, alguns conselhos:

  • Não beba bebidas alcoólicas, café, chás, bebidas ou alimentes estimulantes como o chocolate, biscoitos, bolos antes de ir dormir;
  • Fique longe dos ecrãs pelo menos 1 hora antes de dormir;
  • Jante 3 horas antes de dormir;
  • Tome um banho quente antes de dormir.

 2)  Exercício Físico

Sabe-se que os transtornos emocionais retiram a energia do seu corpo, mas o exercício físico é a chave para curar quase todas as doenças e é um antisstressante natural! De acordo com os cientistas, é possível experimentar melhorias nos sintomas emocionais após quatro semanas de exercício regular, isto porque, para além de muitos outros benefícios, produz hormonas como endorfinas que estão ligadas à sensação de bem-estar, e traz imensos benefícios físicos ao seu organismo.

Mantenha uma rotina diária de exercício: Encontre o tipo de exercício que gosta mais ou que detesta menos. Estudos indicam que o exercício mais adequado para pessoas que sofrem de transtornos emocionais, são exercícios aeróbicos realizados ao ar livre, alguns exemplos: andar vigorosamente, correr, andar de bicicleta...- Faça pelo menos sessões de 30 minutos, todos os dias,

3) Alimentação saudável

Há muito tempo que se conhece a relação entre a alimentação e a saúde física, emocional e psicológica. Ter uma alimentação saudável é fundamental para a prevenção e tratamento de distúrbios emocionais:

  • Tente fazer apenas 3 refeições por dia e a horas certas (comer demais ou não comer é comum em pessoas com transtornos emocionais)
  • Prefira alimentos simples e frescos como saladas, legumes, leguminosas, frutas, cereais e frutos secos.
  • Evite alimentos picantes, reduza ou remova a carne, e se comer carne, apenas carnes magras como frango e peixe.
  • A dieta saudável contribui para a produção de serotonina, que é um neurotransmissor que atua no cérebro regulando o humor, o sono, o apetite entre outras coisas.
  • Muito importante: Evite alimentos ricos em açúcar! O açúcar muda o humor. Achamos que o chocolate vai nos fazer sentir melhor, mas acontece exatamente o oposto. Até pode confortar-nos num primeiro momento, mas vai fazer-nos sentir ainda mais deprimidos no final. Deixe-me explicar porquê: As flutuações dos níveis de açúcar na corrente sanguínea são responsáveis por mudanças de estado de espírito.  Usando a metáfora, é como 'bater no cavalo cansado', o cavalo pode andar mais rápido quando lhe bater, mas apenas por um pouco tempo, logo de seguida vai ficar ainda mais cansado e com mais dificuldade em mover-se.
  • Além do açúcar, deve evitar outros alimentos que também influenciam o seu sistema nervoso, como o álcool, café, alimentos ricos em sal e gordura que encontramos principalmente nos alimentos industrializados.
  • Tenha também atenção ao momento da refeição, que seja num ambiente tranquilo e sem distrações.

4) Luz solar

Transtornos emocionais e até a taxa de suicídio é maior nos meses mais frios e com menos sol. As estatísticas mostram que os países com menos exposição solar têm uma taxa de suicídio mais elevada. Isto é porque o sol é um antidepressivo natural! Todos os dias deve procurar ir até à rua, apanhar e sentir um pouco de sol. Se puder ser na hora do exercício físico, melhor ainda, usa dois medicamentos naturais de uma só vez.

5) Ar puro

Exercícios respiratórios, que levem a uma inspiração profunda aumentam os níveis de oxigénio em circulação, e são benéficos para o funcionamento cerebral, ajudando-o a relaxar e a pensar melhor. Este é outro benefício do exercício físico: fazer-nos respirar melhor e aumentar a nossa capacidade respiratória.

6) Tenha uma atitude de confiança

Uma atitude de confiança em nós mesmos, nos outros ou em algo superior a nós, (por exemplo: acreditar em Deus) é um elemento muito importante para mudar de atitude e prevenir distúrbios emocionais. Rir também é um bom remédio para a vida. Relaxa o corpo, ativa o gatilho do cérebro para produzir químicos protetores que lhe dão uma sensação de bem-estar.

7) Expresse os seus sentimentos

Cerque-se de amigos que sejam uma boa influência. Que sejam pessoas positivas e afirmativas. Eles o ajudaram a reformular pensamentos negativos em positivos. É importante que converse com alguém sobre as suas emoções, mas se não conseguir, ou se não for possível, encontre um meio para se expressar, como escrever um livro, envolver-se com dança ou música, pintar ou qualquer outra forma de arte de sua escolha. As artes são formas profundamente terapêuticas de comunicação. E quando nos permitirmos fazer algo diferente, há mudanças químicas no cérebro. Portanto, faça algo novo, sempre que possível e aprenda novas maneiras de se expressar. Explore as suas emoções, libertando-as daí de dentro

8) Mantenha-se saudavelmente ocupado

Tenha objetivos concretos e adequados na sua agenda, não espere para ver o que apetece fazer: Isto é importante para afastá-lo da melancolia ou da sensação de que não fez nada do que queria ter feito.  Encontre passatempos saudáveis que o entusiasmem: Jardinagem é um bom exemplo, existem estudos que demonstram que o fato de colocar as mãos na terra faz o seu corpo libertar substâncias químicas vitais para o sistema imunitário e que estimulam a produção da serotonina – aquele neurotransmissor que regula o humor. Para além de cultivar flores que alegrarão a sua vida e a dos outros, poderá também colher alimentos frescos e orgânicos no seu próprio quintal.  Serviço Voluntário: Muitos têm encontrado cura no serviço voluntário, considere esta hipótese! Envolva-se em organizações cuja missão você se identifica e ofereça o seu tempo e o serviço.

9) Arranje um animal de estimação

Você já deve ter ouvido histórias de pessoas que melhoraram muito o seu humor e mesmo outros problemas com a companhia de um animal. A interação com os animais é capaz de aumentar os níveis de serotonina. Esta pode ser o estímulo que lhe falta para animar.

10) Água por dentro e por fora

Por FORA: Tomar um banho diário é muito bom, relaxante e saudável. Por vezes, pessoas com distúrbios emocionais ignoram este assunto. Tomar banho diário, escovar os dentes, cuidar da sua aparência aumenta a sua autoestima, assim como melhoram o seu humor.  

Por DENTRO: A água é essencial para o nosso corpo, para os processos físicos, mas também para os processos mentais. Deve manter bons hábitos de ingestão de água: beber entre as refeições e durante todo o dia. A ingestão de água não deve ser inferior a 1,5 a 2 litros por dia. Como indicador de hidratação adequada é se a cor da urina for amarelo claro.

11) Não desista de lutar

Preciso de lhe dizer que talvez tenha de lutar contra estes problemas o resto da sua vida, uns dias melhor outros pior, mas o pior que pode fazer, é baixar os braços. Aceite o momento presente, não fuja da realidade. Não existe uma panaceia milagrosa que o muda de um momento para outro, nem sequer os medicamentos fazem isso, avance um pouco de cada vez, mas na direção certa, estes conselhos são passos certos que o vão certamente ajudar, como já ajudaram tanta gente. Comece a experimentar a partir de agora.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Apps: Byron System Developer

Apps: Privacy Policy

Apps Privacy Policy